Perguntas frequentes

O que é o Daltonismo?


A partir da percepção e da combinação das cores primárias, somos capazes de distinguir uma extensa gama de tonalidades intermediárias. Mas o que acontece se o receptor de uma dessas cores não existir ou funcionar mal?

Bom, o indivíduo terá a percepção de cores afetada: um distúrbio chamado daltonismo que se classifica em três tipos:

Protanopia: Quando não se percebe o vermelho;

Deuteranopia: Quando não se percebe o verde;

Tritanopia: É o tipo mais raro e se refere àqueles que não percebem o azul ou o amarelo.

Hereditário, o daltonismo não tem cura nem tratamento e é geralmente descoberto na idade escolar, quando se aprende as cores. AÉ importante que professores  percebam e avisem aos pais que o filho não está conseguindo distinguir as cores. Levando a criança ao oftalmologista são feitos alguns testes para comprovar a disfunção.

Quais são os tipos de Glaucoma?


Nossos olhos produzem um líquido transparente, chamado humor aquoso, que é drenado regularmente pelo próprio organismo, de forma a manter a pressão intraocular ideal. Caso contrário, o nervo óptico é lesionado e nossa visão é afetada ocasionando o glaucoma. São três os tipos de glaucoma:

Crônico de ângulo aberto: tipo mais comum da doença, diretamente relacionado à idade. Nele, o ângulo de drenagem do olho perde a eficiência com o tempo, aumentando a pressão e lesionando o nervo óptico.

Crônico de ângulo fechado: caracterizado pelo bloqueio físico do ângulo de drenagem. Ele acontece aos poucos e atinge com mais frequência pessoas de origem ou descendência asiática.

Agudo de ângulo fechado: Nesse caso, o ângulo de drenagem é bloqueado de repente, aumentando rapidamente a pressão intraocular. Ele deve ser tratado de imediato .

O Instituto Vizibelli está equipado para o diagnóstico e tratamento clínico do glaucoma. 
Mantenha seus exames de vista em dia para evitar as graves consequências da doença.

Como a diabete afeta a visão?


A diabete é uma doença que atinge milhares de pessoas por todo o mundo e a perda da visão é uma das muitas sequelas que essa doença promove.

O excesso de glicose no sangue pode ocasionar o rompimento dos vasos sanguíneos dos olhos - a Retinopatia Diabética - e o fluído que sai dos vasinhos acaba embaçando e deixando a visão distorcida.

Portanto, é importante que o diabético, tanto do tipo 1 quanto do 2, além de controlar suas taxas de glicose no sangue, faça visitas regulares ao Oftalmologista.

O que é Pterígio?


Pterígio é uma lesão benigna nos olhos, podendo ser ocasionada pela exposição excessiva ao sol, vento e poeira. É também chamado popularmente de “carne nos olhos” por ser uma membrana transparente que tende a crescer ao decorrer da vida e a avançar para a córnea.

Normalmente, o pterígio encontra-se localizado no ângulo interno do olho e não é considerado uma doença infecciosa, mas se não houver os devidos cuidados pode acabar afetando a visão. Sua retirada é por meio de uma cirurgia simples.

Se você perceber que seu olho está avermelhado, sensível à luz e sentir como se tivesse um corpo estranho nele, procure um Oftalmologista para que ele te dê o diagnóstico exato e oriente quanto aos cuidados com os olhos.

O que é Fotofobia?



É uma condição na qual a pessoa é sensível à luz. E isso pode ser um sintoma de diversos quadros oftalmológicos, dos mais simples aos mais graves.

Olhos secos, conjuntivite, doenças da córnea e da retina são algumas das causas da fotofobia. Mas elas não são as únicas. A simples característica de ter olhos claros pode diminuir a tolerância de uma pessoa à luz.

Sendo assim, é imprescindível que, ao identificar o sintoma, você procure um profissional para diagnosticar a causa e tratá-la adequadamente.

O que é e para que serve o Teste do Olhinho?


Não, você não leu errado. Além do famoso teste do pezinho, existe outro exame fundamental para proteger a saúde do recém-nascido: o teste do olhinho.
Ele é feito ainda na maternidade para diagnosticar quaisquer problemas oftalmológicos que o bebê possa ter, como catarata congênita e retinoblastoma, o tipo de câncer ocular mais comum na infância.

Interessante, né? Certifique-se de que seu bebê foi examinado adequadamente e previna, assim, problemas mais graves.

Herpes-Zóster pode comprometer a visão?


A origem do herpes-zóster é mais familiar do que imaginamos. O vírus que o causa é o varicela-zóster, o mesmo responsável pela famosa catapora.

Após provocá-la (geralmente na infância), ele pode ficar incubado em um nervo do nosso corpo e, depois de anos, reaparecer como herpes-zóster, uma doença que se manifesta por meio de erupções cutâneas vermelhas em um dos lados do corpo.

Mas, afinal, o herpes-zóster pode comprometer a visão? Quando acomete o rosto, sim. Nessa situação ele é chamado de herpes-zóster oftálmico e 
pode provocar sequelas tardias como glaucoma, catarata e uveíte crônica ou recorrente.

Portanto, caso identifique erupções na testa e nas pálpebras, procure imediatamente um médico.

O mau uso de lentes de contato pode levar à cegueira?


As lentes de contato, quando não utilizadas adequadamente, podem provocar alguns problemas para a saúde da visão, incluindo cegueira e perda do globo ocular.

Uma das doenças mais raras e graves envolvendo lentes de contato é a ceratite ocular, causada pelo protozoário Acanthamoeba spp. A exposição à água, seja do chuveiro, banheira e piscina, usando lentes de contato (especialmente a do tipo gelatinosa), é um dos principais fatores de risco para o desenvolvimento da ceratite por Acanthamoeba. O descuido com a higiene das mãos no manejo das lentes também ajuda na sua propensão.

Os sintomas incluem sensibilidade à luz, lacrimejamento, visão desfocada, vermelhidão e dor ao redor dos olhos. Se sentir estes sintomas, não os ignore. Procure um oftalmologista . E lembre-se: para evitar a ceratite por Acanthamoeba, limpe as lentes diariamente com a solução para desinfecção, troque os estojos a cada três meses e substitua as lentes nos períodos determinados pelo fabricante.

Existe idade mínima para fazer a Cirurgia Refrativa?


Muitas pessoas que tem miopia, astigmatismo ou hipermetropia sonham com a possibilidade de corrigir definitivamente esses problemas da visão e, para isso, recorrem à cirurgia refrativa.

Mas, afinal, há uma idade mínima para realizar esse procedimento? Sim. Um dos pré-requisitos é ter pelo menos 18 anos, pois é a partir dessa idade que o grau pode se estabilizar. Em outros casos, recomenda-se esperar até os 21.

Portanto, se você pretende realizar a cirurgia, consulte um oftalmologista para certificar-se da melhor opção para a sua condição.

O que é Ceratocone?


A córnea é uma fina e transparente camada que atua diretamente na nossa visão. Tanto que qualquer alteração em seu formato compromete a nossa capacidade de enxergar, como é o caso do ceratocone.

Quando saudável, a córnea tem curvatura arredondada. Ao ser afetada pela doença, ela adquire um formato de cone, prejudicando a nitidez das imagens que vemos. Os pacientes geralmente percebem o problema por causa de distorções na visão e intolerância à luz.

Suas causas não são claras, mas sabe-se que o ceratocone tem caráter genético e hereditário, e pode surgir, também, devido ao hábito de coçar os olhos! Óculos e lentes podem ser usados para melhorar a condição de quem tem o ceratocone. Quando isso não ocorre, há a possibilidade de se fazer um procedimento cirúrgico chamado Crosslinking e, em último caso, um transplante de córnea.

Consulte um oftalmologista regularmente. Os diagnósticos precoces evitam problemas maiores.

Usar lentes de contato coloridas prejudica a visão?


As lentes de contato coloridas nada mais são do que lentes de contato tradicionais com pigmento. Portanto, não fazem mal desde que sejam aconselhadas por um oftalmologista e usadas de acordo com as suas orientações.

Os pacientes que optam pelo uso de lentes de contato para corrigir problemas óticos sabem: respeitar uma rotina de limpeza é fundamental! Além de limpar as lentes, é essencial que se lave as mãos para manuseá-las. Ainda mais, deve-se limpar as lentes com o produto recomendado pelo médico, retirá-las antes de dormir e guardá-las em um recipiente específico.

Lentes de contato, sejam coloridas ou tradicionais, para fins estéticos ou de correção óptica, devem ser aconselhadas por um especialista e usadas com muita cautela.

O Terçol é contagioso?


Antes de qualquer coisa, vamos aprender a identificá-lo? O terçol se anuncia por meio de um nódulo na extremidade das pálpebras. É aquela famosa bolinha avermelhada e incômoda na linha dos cílios.

A vermelhidão, o desconforto e o inchaço são características típicas de uma infecção, e é isso que o terçol é: uma infecção provocada por bactérias.

Mas afinal, ele é contagioso? Não. Todavia, evitar o contato dos olhos com as mãos sujas é fundamental. Má higiene, baixa imunidade e alterações hormonais são potenciais causas da infecção.

Quanto ao tratamento, o nódulo geralmente desaparece espontaneamente, e compressas úmidas e mornas podem alivi

Como tratar o Descolamento de Retina?


A retina forma um time e tanto com o cérebro. São os dois que, juntos, transformam as ondas luminosas em imagens. Ou seja, essa delicada camada de tecido que existe no fundo dos olhos é indispensável para que a gente enxergue!

O descolamento da retina, como o próprio nome diz, acontece quando esse tecido se desprende. Isso pode causar a sensação de enxergar riscos de luz, manchas escuras, embaçamento ou perda da visão. E aí, o que fazer?

Procure um oftalmologista especialista em retina: o retinólogo. Só ele pode diagnosticar qualquer problema na retina e dizer qual o melhor tratamento.

Fique atento! Quanto mais cedo o diagnóstico, melhor!

Derrame Ocular: porque acontece?


A parte branca dos nossos olhos (esclera) é coberta por uma membrana mucosa fina, transparente e intensamente vascularizada, chamada conjuntiva. O hiposfagma (popularmente conhecido como derrame ocular) acontece justamente quando os minúsculos vasos sanguíneos da conjuntiva se rompem. 
?????????
Mas por quais motivos eles se rompem? Geralmente isso é consequência de traumas oculares – como coçar os olhos; esforços físicos intensos; tosses prolongadas; espirros repetidos; episódios de vômitos; infecções ou cirurgias oculares. Nesses dois últimos casos, o paciente pode sentir alterações na visão e deve procurar um oftalmologista imediatamente. No entanto, na maioria das vezes, o derrame ocular não afeta a visão e cura-se sozinho em alguns dias. 
?????????
O Instituto Vizibelli está à disposição para esclarecer quaisquer dúvidas!