Transplante de córnea

- Penetrante: toda a espessura da córnea é substituída pela doadora.

- Lamelar: nessa técnica apenas as camadas anteriores da córnea são substituídas, mantendo-se o endotélio e a membrana de Descemet, se estes são saudáveis. Dessa forma, a chance de rejeição da córnea doadora é menor.

 

Indicações do procedimento

- ceratocone;

- leucoma (opacidade total da córnea);

- córnea guttata não responsiva ao tratamento clínico;

- traumas perfurantes;

- cicatrizes centrais na córnea;

 

Como se preparar para o procedimento?

- Iniciar o uso dos colírios indicados pelo seu médico 48 horas antes da cirurgia (colírios novos e lacrados);

-no dia da cirurgia, fazer um jejum de 6 horas de sólidos e 4 horas de líquidos;

- na manhã da cirurgia, tomar todos os medicamentos de rotina, exceto se forem suspensos pelo seu médico;

- lavar os cabelos antes de sair para a cirurgia;

- chegar à clínica uma hora e meia antes do procedimento, para que sejam iniciados os preparos para a cirurgia;

- é obrigatória a presença de um acompanhante adulto;

- trazer os exames e relatório de risco cirúrgico, se solicitados;

- trazer o termo de consentimento entregue pelo médico;

 

Como é feito o procedimento?

- O paciente chega ao bloco cirúrgico e é preparado pelas enfermeiras assistentes;

- um acesso venoso é estabelecido;

- dentro da sala de cirurgia, o anestesista faz a sedação, quando necessária, e a anestesia local para que a cirurgia possa começar;

- o procedimento dura em torno de 30 a 60 minutos.

 

Quais os cuidados após o procedimento?

- O olho operado é ocluído após a cirurgia e o paciente é instruído sobre o horário de retirar o curativo e iniciar os colírios prescritos;

- a concha plástica protetora deve ser utilizada o tempo todo durante 3 dias e depois apenas para dormir por mais 3 dias;

- não esfregar o olho operado;

- repouso relativo;

- usar óculos escuros ao sair de casa;

- evitar esportes, piscina e sauna durante duas semanas;

- evitar dirigir até ter segurança da sua visão.